Agroecologia

IMG_0366_2

A capacidade de produzir ecologicamente alimentos saudáveis para consumo da própria comunidade e para a venda local também foi identificada como um eixo de atuação estratégico visando a promoção da saúde, qualidade de vida, desenvolvimento sustentável e, consequentemente, contribuir para fortalecer a permanência das comunidades tradicionais em seus territórios. Portanto, um dos focos de atuação do Núcleo de Transição Tecnológica do Observatório (OTSS) é o apoio às práticas agroecológicas já existentes nestas comunidades.

Fortalecer as atividades de agroecologia, que já são realizadas tradicionalmente nestas comunidades, é também um posicionamento político em defesa de um modelo produtivo contrário ao do agronegócio, que tem ameaçado não só a sobrevivência das comunidades tradicionais do Brasil, como também o equilíbrio da vida no planeta, além de alimentar um sistema socioeconômico gerador de desigualdades e injustiças.

A equipe do OTSS trabalha junto com os comunitários para fortalecer iniciativas agroecológicas já existentes nestas comunidades, disponibilizando recursos técnicos e materiais que fomentam o desenvolvimento destas iniciativas por meio de partilhas de experiências e saberes, troca de sementes, articulação em redes agroecológicas locais, regionais, estaduais e nacionais; além de apoiar a formação de Arranjos Produtivos Locais.

Entre as articulações em redes estratégicas, merecem destaque a participação do OTSS: nas Caravanas Agroecológicas, na Articulação de Agroecologia do Rio de Janeiro (AARJ), além da participação na construção e na implementação do Planapo – Plano Nacional de Agroecologia e Produção Organica.

Quer saber mais sobre Agroecologia? Confere ai alguns vídeos sobre a "Partilha Agroecológica", projeto Agroecológico do OTSS que aborda diversos temas da Agricultura Familiar Campesina e experiências em Agroecologia. Dá o play!!